O dia em que eu disse Adeus ao “Leitinho”

postado em: LIFESTYLE | 2

Tomar ou não tomar leite, eis a questão!

Sem lactose

Sabe aquela pessoa viciada em leite? Prazer, euzinha! Quem me conhece sabe que eu nunca abriria mão do meu “leitinho” (apelido carinhoso que tinha desde criança), se não fosse por uma causa maior e muitoooo maior.

Manhã, tarde ou noite, café, almoço ou jantar, estava ali eu, sentada no sofá da casa dos meus pais, me deliciando com um copo de café com leite. Ahhhh, como eu gostava.

Tudo começou quando o Alexandre, começou a estudar Medicina. Apaixonado pelos estudos e as descobertas de um estilo de vida saudável, um dia, encontrou um vídeo de um Doutor, que mudaria dali em diante toda a nossa vida, o Dr. Lair Ribeiro.

Ao término do primeiro vídeo ele vira para mim e me diz:

– Amor, tenho uma triste notícia para você. O leite é um veneno.
(Imaginem minha cara de espanto no momento).
– Como assim? pergunto a ele.

Em seguida assistimos vídeos e mais vídeos “difamando” o meu leitinho querido.

P-Â-N-I-C-O

Naquele dia, o Alexandre, porque eu ainda estava desacreditada, rsrs, decidiu que não iria tomar mais leite.

– Amor eu não vou tomar mais leite, se você quiser ok se não quiser tudo bem.

Então, eu topei. Diz ele que fiz drama e que fiquei 02 semanas sem falar com ele direito. Ah, eu acho que não fui tãoooo chata assim rsrs.

E desde então, não consumo mais.

Bom, agora só para vocês entenderem um pouco sobre os malefícios do leite e seus derivados.

 

image

Post do Dr. Lair Ribeiro:

Produtos lácteos não fazem parte da dieta na China, Japão, Vietnã e Tailândia. No entanto, a população desses países possuem uma das mais baixas taxas de osteoporose e fratura óssea no mundo. O consumo de leite está relacionado à maior incidência de dermatite atópica, cólica e constipação intestinal, diarréia, bronquite asmática, enxaqueca, rinite alérgica, câncer de mama e de próstata, entre outras doenças.

Post do Dr. Barakat:

O corpo humano é incapaz de absorver o cálcio do leite da vaca, pois ele também eleva o ácido do Ph. Isso implica na proteção do próprio corpo, que usa o cálcio que já temos para combater o ácido altíssimo do leite. Ou seja, perdemos cálcio e não o ganhamos! É um verdadeiro “tapa na cara da sociedade”, eu sei. Mas ao contrário do que a maioria pensa, o leite causa mais prejuízo do que benefício à saúde. Podemos exemplificar com os problemas respiratórios (rinite, bronquite, asma e sinusite) que são comumente associados ao consumo desses alimentos. Prisão de ventre, gastrite, amidalite, cansaço, dores de cabeça, enxaqueca, dermatites e acne também são sintomas frequentes! Esse alimento contém proteínas muito alergênicas, que são difíceis de serem digeridas e que provocam uma alergia denominada tardia, devido ao aparecimento dos sintomas após 3 dias à ingestão do leite e/ou derivados. Essa reação alérgica causa uma inflamação no nosso organismo e sabe o que isso provoca? Doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e outras que têm caráter inflamatório. Ou seja, quanto mais você ingere o leite e derivados, mais as chances de contrair um desses males aumentam!

“Foi provado que o leite pode aumentar as perdas de cálcio nos ossos e que o corpo humano é incapaz de absorver o cálcio do leite da vaca”. Dr. Barakat

Pasmem, mas o assunto é sério e de tão sério eu resolvi por a prova e assim, dei ADEUS ao meu amado “leitinho”.

E ao contrário do que dizem por aí, não é só o intolerante à lactose que deve cortar o consumo destes alimentos. Por isso é tão importante sabermos e conhecermos o nosso corpo.

O assunto é longo e demanda muito estudo e interesse, então se você assim como eu acredita que dá e deve melhorar a sua saúde, procure um bom médico e comprove.

SAÚDE em primeiro lugar SEMPRE! 😉

2 Respostas

  1. Eu sou apaixonada por leite, não sei se consigo ficar sem!! Mas já parei com a carne, vamos tentar parar com o precioso leite!! Seu blog arrasa 💙💙

Deixe uma resposta