Argentina – Viagem de Carro Sul Americana

postado em: VIAGEM | 0

Olá pessoal, lá no canal do youtube tem o primeiro vlog contando o nossa viagem de carro de Foz do Iguaçu até Salta na Argentina.

Para nossa viagem completa atravessamos 4 fronteiras na seguinte ordem:

BRASIL / Foz do Iguaçu – Argentina / Salta

Argentina / Jujuy – Chile / San Pedro do Atacama

Chile / San Pedro do Atacama – Bolívia / Uyuni

Bolívia / Uyuni – Argentina / Quebrada de Humauhaca

Argentina / Quebrada de Humauhaca – Paraguai / Assunción

Paraguai / Ciudad del Este  – BRASIL / Foz do Iguaçu

Aqui no blog vou colocar todas as informações do vídeo e alguns outros detalhes.

Nossos dogs Lua e Zeus ficaram em casa, e nossa super amiga Yara cuidou deles para nós – GRATIDÃO AMIGA, we love you.

DIA 1

Nossos amigos Camilla e Luiz acompanharam eu e o maridon Alexandre nessa viagem surreal e inesquecível.

A Cah é minha amiga desde o pré (comemoramos 24 anos de amizade, LOVE YOU) e o Luiz é amigo do Ale desde pequeninos também, uns 20 anos, e por conta deles que hoje eu e o ale estamos juntos, OOOOUNNN – risos.

Camilla e Luiz vieram de São Paulo + ou – 13 horas de viagem, 1051 km até Foz do Iguaçu/Paraná.

Eles saíram de noite as 23hrs de sexta feira 14/07 maaaas, como haviam trabalhado o dia todo pararam no caminho em Ourinhos/São Paulo para dormir e depois seguiram viagem.

Assim que eles chegaram fomos jantar e seguimos viagem sentido a fronteira do Brasil/Argentina.

Detalhes da caranga:

Carro: Punto / Fiat

Tanque de combustível: 60 litros

Andando com o carro na estrada/rodovia fez 17 km/litro (muito obrigada Fiat, risos).

NOTA: 10, sério não falhou, quebrou ou nos deu trabalho em nenhum momento, durante 12 dias de viagem, ou 14 deles, já que vieram de sampa.

Se você tiver um carro alto, ok, vai ser mais confortável e provavelmente você não irá hesitar em passar em alguns pontos.

Maaaaas, é possível viajar com um hatch? SIM, com toda certeza.

Na aduana Argentina para entrar você vai precisar do seu RG, sim RG, se você for apenas com a habilitação não conseguirá passar da cidade de Puerto Iguazú. Então, muito importante (NÃO ESQUEÇA O RG) ou você pode entrar com o passaporte que estará tudo certo.

De acordo com o site:

http://www.brasil.gov.br/turismo/2012/04/mercosul-com-rg

Moradores dos países que integram o Mercado Comum do Sul podem viajar sem passaporte, apenas com documentos de identificação.

Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai são os países fundadores do Mercosul e Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela integram o bloco como associados.

Em sua maioria apenas a Cédula de Identidade – RG e Passaporte são aceitos, para verificar os demais documentos só entrar no site citado acima.

Todo mundo estava com o documento OK, não revistaram o nosso carro e assim seguimos viagem.

Primeira abastecida para completar o tanque – R$ 106,00

Nós queríamos ter começado a viagem cedo pois queríamos ter parado em San Ignacio Miní – ruínas que fica localizado em Missiones / Argentina.

No mesmo caminho que estávamos seguindo, porém como eles dormiram e chegaram tarde não foi possível pois as ruínas fecham as 17h/18h. Fica a dica caso você vá pela manhã.

As ruínas são consideradas Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, e acredito eu pelas fotos, que vale a pena conhecer.

(bom, como acaba sendo perto de casa, não irá faltar oportunidade para conhecer).

Primeira parada foi no Jardin América – 213 km, programamos + ou – parar a cada 2 horas para esticar as pernas, trocar os motoristas, fazer pipi e comer algo.

Segunda parada foi em Ituzaingó – 391 km, onde encontramos uma máquina de água caliente, que foi maravilhoooosa, pois tínhamos levado chá. Durante nosso trajeto na Argentina fomos enchendo nosso squeeze todo o tempo, nos mantivemos quentinhos. =) Na máquina estava dizendo que cobrava, só que estava liberada.

Terceira parada San Luis del Palmar – 604 km.

Quarta parada Resistência – 639 km, paramos no posto Shell com loja de conveniência, foi o primeiro que resolvemos comprar um café e chipa.

Para quem não sabe a chipa parece muito com o pão de queijo Brasileiro (minha opinião) e é muito comum no Paraguai (culinária paraguai) e Argentina.

Quinta parada Los Frentones – 908 km, nesse percurso tivemos que desviar o caminho saindo da ruta 12 pois a ponte em corrientes estava em reforma, o que aumentou 60 km da nossa viagem. Porém, se você for provavelmente a ponte já estará ok e você não precisará sair da rota.

Sexta parada em Monte Quemado – 1.065 km, depois de quase 2 horas de zona rural o posto de gasolina estava lotado, imaginamos que deveria ser o único posto de gasolina próximo e foi isso mesmo, enfrentamos a fila e abastecemos.

De Monte Quemado até Taco Pozo a estrada era bem ruim, completamente emburacada e com muitos animas soltos o que faz com que você redobre a atenção e diminua bem a velocidade. Buracos enormes, achamos bem perigoso, pois se estivesse a noite provavelmente não veríamos com tanta facilidade, então ATENÇÃO REDOBRADA. Calcule um horário para passar nessa cidade com a luz do dia, facilitará demais.

Sétima parada Joaquín Víctor González – 1.227 km, paramos em um posto de gasolina, para variar – risos. Experimentamos dois itens comuns na culinária argentina, medialuna (para mim parece um croissant) e factura, bem gostosinhos, porém com glúten e lactose então intolerantes se programem bem pois se não será difícil – risos. Eu não sou intolerante mais optei por eliminar esses alimentos da minha rotina alimentar, no meu caso sinto sim as mudanças quando quebro a minha rotina, com dores de cabeça, enjoo e as vezes cólica, então estejam preparados.

Fizemos saquinhos de amendoim com frutas secas, sucrilhos orgânico, mais não teve jeito, depois de 10 horas estavamos enjoados, risos.

Última parada, chegamos em SALTA / Argentina, depois de 1.449 km, quase 19hrs dirigindo. Estávamos cansados porém muito felizes.

Total de pedágios: 5 – valor total: $ 105 pesos = R$ 21,00 (só aceitam pesos), cerca de $ 20 pesos cada pedágio

Total gasolina Foz até Salta – R$ 514,00 reais

Nos hospedamos no Hotel Shauard, Av. San Martín 982, um hotel bem gostosinho. Havíamos reservado 2 apartamentos duplos com cama de casal, e ao chegarmos não tinha disponível os dois, disseram que tentaram falar com a gente mais que só tinha número do Brasil e não conseguiram, aham, existe whatsapp e e-mail não recebi nenhum, mas ok, estávamos felizes por estarmos lá e não me importou muito, de verdade.

Dois apartamentos duplos – $ 84,00 doláres os dois ou R$ 285,60 reais

Inclui café da manhã

Os apartamentos eram confortáveis, camas boas, banheiro e chuveiro ótimo, e ar condicionado split, estava muitoooo frio, então foi essencial, pela manhã acordamos e estava desligado, então eles programam para desligar, ok, o apartamento se manteve quentinho.

Deixamos as coisas no quarto e fomos passear, chegamos no shopping e não havia casa de câmbio e por ser um Domingo estavam todas as casas de câmbio de rua fechadas. Lembre-se de levar dinheiro ou liberar sua tarjeta de crédito internacional (se você estiver disposto a pagar a taxa de iof de 6,38%).

DICA: trocamos o real em Foz do Iguaçu para pesos Argentinos, pagamos 19,20 então estava ótimo o câmbio e também levamos R$ 500,00 reais em dólar.

O Luiz e a Camilla não levaram dinheiro o que aconteceu: pagaram a taxa diversas vezes, não façam isso.

Tenham o cartão de crédito para possíveis emergências.

Durante toda a nossa viagem aceitavam dólar em qualquer lugar (o único local que não aceitou dólar foi o hotel em Salta) nos demais lugares todos aceitam e o câmbio no Brasil é muitoooo melhor. Então, na dúvida troquem tudo para dólar, muito mais fácil. Você até faz dinheiro na Bolívia por exemplo, se você tivesse tudo em dólar e trocasse você ganharia fácil 1 real a mais praticamente.

Vai viajar e tem muitos dólares? Pronto, faça dinheiro na sua viagem e quase duplique – REAAAAL.

Saímos do shopping e fomos conhecer o centro de Salta, na praça central, você irá encontrar comércios, museus, a catedral basílica (maravilhosa, veja no vlog lá no canal algumas imagens), restaurantes, etc.

Comemos uma pizza deliciosa no restaurante NEW TIME – Caseros 602, 4400 – O Luiz tomou uma cervejinha e a Camilla viciada em medialuna rs, e todos saímos felizes.

Logo em seguida subimos até o Mirante – Cerro San Bernardo, onde é possível ver a cidade toda de cima, coisa mais linda. Toda iluminada, parecia que estávamos no avião, vendo aquelas luizinhas sabe?! Mara, o frio? Sensação de -6 graus, congelante.

Saindo de lá dirigimos até o restaurante La Casona Del Molino – Luis Burela 1, 4400 -. O restaurante é muito conhecido pela sua tradicionalidade, bem cultural e folclórico. É dividido por salas, cada uma com uma cor/decoração diferente, e também há um espaço lá fora bem aconchegante (não ficamos lá fora porque estava muito frio).

Ponto negativo: não encontramos um menu vegetariano, então o jeito foi comer uma porção de fritas (diferente e bem deliciosa). O Luiz e a Camilla escolheram por um prato chamado Locro, com vários tipos de carnes e disseram que estava maravilhoso.

O mais comum em todos os restaurantes e durante toda a viagem foi o menu de carnes. Porém, para a nossa alegria, minha e do Ale, nos outros locais era muito comum o Menu Vegetariano, então comemos muito bem.

No restaurante tinham músicos e os clientes todos estavam a cantar, foi realmente muito bonito de ver.

Saímos do restaurante direto para o Hotel. O estacionamento fica na quadra de baixo e já estava incluso no valor da diária.

Ponto final do dia 1, dormir e descansar para o nosso segundo dia. =)

VEJA O VÍDEO COMPLETO CLICANDO AQUI!

BEIJINHO | JÉSSICA OLIVEIRA

postado em: RECEITAS | 0

BEIJINHO VEGANO SEM GLÚTEN E LACTOSE – VERSÃO FIT

Olá amores, semana passada eu subi um novo vídeo lá no meu canal CLIQUE AQUI ensinando a fazer um delicioso BEIJINHO vegano, sem glúten e sem lactose.

Se você ainda não é inscrito aproveita e inscreva-se pois toda semana tem receita nova 😉

Alguns de vocês sempre me pedem para colocar na descrição do vídeo a receita e para facilitar, lembrarei sempre de subir aqui no blog também, assim ficarã fácil para vocês acessarem sempre que quiserem.

Essa é um receita maravilhosa e muito fácil de fazer. Uma ótima dica para receber amigos ou familiares em casa ou para aquela pequena festa de última hora.

Anota aí:

Ingredientes:

2 xíc de arroz (cozido, sem temperar)

1 xíc de açúcar de coco (demerara, se preferir o beijinho mais branquinho)

50ml de água filtrada

50ml de leite de coco

100gr de coco ralado (não adoçado, se possível puro)

1 colher de sopa de óleo de coco

Para confeitar: coco ralado cravo da índia

Modo de preparo:

Em um liquidificador bata o arroz, o açúcar, a água e o leite de coco. Quando os grãos de arroz estiverem moídos por completo, passe a mistura para uma panela.

Em fogo baixo, adicione o coco ralado e o óleo de coco, mexa bem e quando estiver bem soltinho desligue o fogo. Espere esfriar para moldar as suas bolinhas de beijinho.

Para finalizar enrole os beijinhos, passe no coco ralado e coloque o cravo, fica delicioso. Voilá, bom apetite.

 

*para assistir o passo a passo em vídeo, CLIQUE AQUI.

 

LEITE DE AMÊNDOAS – COMO FAZER?

postado em: RECEITAS | 0

Neste post você vai aprender como fazer um saboroso leite de amêndoas + Smoothie de morango.

Fazer leite vegetal nunca foi tão fácil, esse é um dos motivos pelo qual você não precisará tomar mais leite animal na vida. uhull

Já contei uma pequena história sobre como substitui o leite lá no face >> https://www.facebook.com/jessicaoliv.jess/

Quando optei por excluir o leite animal da minha dieta (leia-se vida) haha foi muito difícil, até porque para quem já me conhece sabe que eu trocava qualquer refeição por um bom copo de leite com café. Por alguns meses fiquei super #xatiada e até achei que nunca mais ia tomar um leite com café gostoso. Aí que eu estava errada. Depois de ficar sem tomar leite e sem pesquisar nada sobre como substituir tinha até desencanado. Iaí caiu a ficha e o leite vegetal?

Há, deve ser ruim… que nada. Fica MA-RA-VI-LHO-SO 🙂

Ingredientes:

1 xícara de amêndoas

4 xícaras de água filtrada 

Modo de preparo:

Coloque as amêndoas em um recipiente com água de molho de um dia para o outro ou por pelo menos 12 horas. Despeje a água e deixe escorrendo. Em um liquidificador coloque as amêndoas e as xícaras de água. Bata bem. Despeje o leite em uma panela virada e aperte até que sobre apenas o resíduo na panela virada. E voilá, esta pronto.

Ingredientes SMOOTHIE:

1 banana congelada

1/2 caixa de morangos congelados

1/3 do leite de amêndoas

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador por aproximadamente 1 minuto. E voilá, esta pronto.

Dica: para finalizar você pode colocar lascas de coco, cacau nibs ou pedacinhos de frutas. Fica muito delicioso.

Para acompanhar o passo a passo da receita completa, CLIQUE AQUI. Aproveita e Increva-se no canal vai

Toda semana uma receita nova no canal do youtube ensinando deliciosas receitas sem glúten e sem lactose e vegetariana.

Gratidão

BISCOITO DE POLVILHO | SEM GLÚTEN E LACTOSE

postado em: RECEITAS | 0

BISCOITO DE POLVILHO:

Receitinha delícia de biscoito de polvilho.

Quem nunca comeu um pacotinho inteiro de biscoito que atire a primeira pedra. ~risos~

Esse sem dúvida é um dos biscoitos viciantes que dá vontade de comer um atrás do outro.

Sempre que posso não abro mão de levar de lanchinho, para os passeios durante o dia além daquela fruta deliciosa um saco de biscoito de polvilho vai super bem.

Claro que tudo com moderação, não saio comendo ele todo dia e toda hora, mais a dica é mara.

Fiz essa receita em uma tarde deliciosa para levar para os alunos no studio Mahá Yôga e foi sucesso.

Fizemos uma aula intensa de acro yoga com professores convidados e logo depois compartilhamos esse lanchinho + um bolo de chocolate com cobertura que ficou de lamber os dedos.

Essa é uma receita prática, rápida e muito gostosa e para você ver o vídeo do passo a passo completo CLIQUE AQUI

biscoito de polvilho

 

Ingredientes
2 xc de polvilho azedo
1 gema
1/3 xc de óleo de coco
1/3 xc de leite de coco
sal á gosto
semente de kummel ou orégano (opcional)
meio copo de água quente (não ferver)

Em uma vasilha misture os ingredientes, exceto à água, depois de mexer bem acrescente a água aos poucos e verifique a consistência da massa (não deve ser muito mole nem muito dura).

Com a ajuda de uma colher faça o formato do biscoito na forma (não precisa untar), você pode fazer formatos em círculos ou em palito e leve ao forno pré aquecido a 200 °C por 10 minutos.

Para acompanhar estas e outras receitas. CLIQUE AQUI toda semana uma receita nova no canal, sem glúten, sem lactose, vegetariana e com muito AMOR.

e voilá, BOM APETITE.

BIOMASSA DE BANANA VERDE | JÉSSICA OLIVEIRA

postado em: RECEITAS, SAÚDE | 0

Você já deve ter ouvido falar sobre Biomassa de Banana Verde, se ainda não, este post será um pouco mais esclarecedor.

A biomassa de banana verde é feita a partir de bananas verdes, ahá. Alguns podem ter pensado você jura? eu quero que você jure ~ JURO. Apesar de parecer bobo sim, existem pessoas que ainda perguntam mais ela tem que ser verde mesmo?

É comprovado por médicos e nutricionistas que a biomassa é benéfica a nossa saúde e deveria ser ingerida com mais frequência, tudo isso por conta do alto conteúdo de amido resistente presente na polpa da fruta.

Ta e o que isso quer dizer?

O amido contido na banana verde não é digerido e absorvido no intestino delgado, assim ele é fermentado e serve como fonte de energia para as bactérias do bem presente no nosso intestino.

Sabemos que o nosso intestino é o órgão responsável pela absorção dos nutrientes e por barrar substâncias maléficas para o nosso corpo. Portanto. é importante estar com a nossa mucosa intestinal funcionando como um reloginho e perfeitamente.

Além disso promove outros benefícios como:

  • prevenção de doenças cardiovasculares;
  • redução do colesterol ruim;
  • promove maior saciedade;
  • fonte de fibras;
  • controla a diabete;
  • aliada no processo de emagrecimento;
  • reduzir o risco de câncer de intestino;
  • aumentar a imunidade;

A melhor notícia é que é fácil de fazer e você não precisa comprar pronto no mercado, o que acaba encarecendo também.

Para fazer a biomassa você vai precisar de:

BANANAS VERDES e Panela de pressão, APENAS.

Para visualizar o vídeo de como fazer essa receita, CLIQUE AQUI ou veja abaixo:

Higienize as bananas, pode ser com água e sabão. Em casa costumo colocar de molho com vinagre de maça por 1 hora e fazer a troca da água por mais uma vez.

Coloque uma quantidade de água o suficiente que dê para cobrir as bananas e ferva, com a água quente acrescente as bananas com a casca, feche a tampa da panela de pressão e quando pegar pressão contabilize de 8 a 10 minutos.

Desligue o fogo, tire as bananas da panela com um pegador ou garfo. Cuidado para não se queimar.

A casca sairá bem fácil com a ajuda de uma faca. Amasse com um garfo ou ainda bata no liquidificador com um pouquinho de água.

Voilá, está pronto.

Você pode guardar em porções pequenas para utilizar em suas receitas,.

Pode ser utilizada para substituir o creme de leite, maisena ou ainda qualquer espessante na hora de cozinhar.

PÃO SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE

postado em: RECEITAS | 2

PÃO SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE

+ uma receita fácil e muito gostosa.

Um maravilhoso pão sem glúten e sem lactose.

Gostinho de casa de vó sabe? com uma manteiguinha fica ainda mais gostoso.

Uma ótima opção para quem assim como eu ama um pãozinho quentinho na chapa. Huuum, não é fácil excluir o carboidrato da nossa rotina.

Maaaas, já que vamos comer, nada melhor do que uma opção mais saudável e nutritiva não é mesmo?

Existem vários assuntos relacionados ao glúten nos meus posts em todas as minhas mídias sociais e outras milhares em todos os sites de buscas. Não é a toa que o assunto ficou tão famoso.

O detalhe é que, não é de hoje que o glúten faz mal e essa correlação de que o trigo de hoje não é o mesmo da época de Jesus faz sim sentido, afinal, não eram utilizados tantas químicas como na atualidade.

Para isso, graças ao nosso bom Deus, surgiram as opções saudáveis, ou que ao menos fará você se alimentar de maneira mais “correta”.

Eu também fiz essa receita lá no meu canal, confira clicando AQUI!!

Ingredientes:
1 xícara de farinha de arroz
1/3 xícara de farinha de quinoa
1/3 xícara de polvilho doce
1/3 xícara de fubá
1 xícara de água
1/4 xícara de óleo de coco
3 ovos
1 colher de chá de sal
1 colher de sopa de açúcar demerara
10gr de fermento biológico

Bata tudo no liquidificador até virar uma massa homogênea (não precisa mais que 03 minutos)
Leve ao forno pré aquecido (170 graus por 10 minutos) de 30 a 40 minutos.
Sirva quentinho =)

 

Chorera, clolela, chrolera – ops, CHLORELLA

postado em: SAÚDE | 0

Pra quem me segue lá no snap – oliv_jessica ou instastories – jessoliv, já me ouviu falar e tomar muito a spirulina e a chlorella. Tem post aqui no blog contanto tudo sobre a spirulina CLIQUE AQUI.

Hoje vim contar para vocês sobre essa outra alga que apareceu nos últimos meses e muita gente já adquiriu.
A gente sabe sobre a “moda”, o produto da vez y e z, e não me espantaria que você dissesse – ahhh lá vai Maria com as outras (do ditado, Maria vai com as outras).

Pois bem, antes do “BUMMMM” desses dois produtos queridinhos, já estava eu tomando aquele negócio verde musgo com um gosto não muito gostoso ~ risos.

Meu marido (acredito que todo mundo neste ponto já o conhece) um pesquisador nato, estudioso e curioso sempre vai adicionando e trazendo para casa novidades de alimentos que realmente fazem a diferença, nos tornamos vegetarianos há pouco mais de 4 meses e excluímos o glúten e a lactose há mais de 01 ano, para que tenhamos todos os nutrientes, vitaminas, minerais e proteínas que o nosso corpo precisa para ser saudável.

Muitos já conhecem, outros conhecem pouco e outros não o conhecem. Então lhes apresento a CHLORELLA:

A chlorella é uma alga que contém pigmentos verdes e que através da fotossíntese se multiplica rapidamente requerendo só dióxido de carbono, água, luz solar, e pequenas quantidades de minerais, para reproduzir-se.

O bioquímico alemão Otto Heinrich Warburg recebeu o Prêmio Nobel em Fisiologia e Medicina em 1931 por seu estudo da fotossíntese na Chlorella.

No início de 1900, compreendendo que a Chlorella consiste em 60% de proteínas e multiplica-se muito depressa, cientistas de várias nações, especialmente da Alemanha, começaram a se interessar pela idéia de utilizar a Chlorella como alimento.

Em 1950, pesquisadores do Instituto Carnegie invadiram o estudo e perceberam que a Chlorella podia crescer em escala comercial e ser a solução para a fome no mundo. (Interessante não? Apenas com essa ideia já consideramos um super alimento, imagina ser a solução de algo que parece estar tão distante).

A chlorella contém uma surpreendente variedade de vitaminas, minerais e outros nutrientes. Além de eliminar metais pesados como por exemplo: mercúrio, cádmio ou chumbo, (ela absorve os metais tóxicos, eliminando do nosso corpo) é fonte de proteínas, aminoácidos (possui 18, incluindo os oito essenciais) enzimas polissacarídeos e clorofila.

Muitos estudos comprovam seus benefícios:

  • Forte impulsionador do sistema imune;
  • Combate a várias infecções;
  • Importantes enzimas digestivas, freqüentemente utilizadas em tratamentos de câncer;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • É rica em ácidos nucléicos – bons para o crescimento e antienvelhecimento;
  • Moustrou-se na pesquisa japonesa, que essa alga promove o crescimento nas crianças e fortalece seus tecidos por conter o Fator Chlorella de Crescimento (FCC);
  • Aumenta a produção de macrófagos e de linfócitos T;
  • Agente desintoxicante;

Possui tantas propriedades importantes, que não é de se admirar seu uso como suplemento alimentar.

Curiosidade: é utilizada pelos astronautas da NASA em suas viagens espaciais.

*consulte o seu médico e saiba mais.

5 desculpas para NÃO praticar Yoga | JÉSSICA OLIVEIRA

postado em: LIFESTYLE | 4

texto extraído do Mahá Yôgi Studio

Eu já ouvi todas estas desculpas e algumas outras mais. E, sinceramente, eu mesmo já falei algumas delas. Na verdade, são apenas desculpas que nos protegem de sair do conforto da mesmice, de experimentar o novo. É a velha natureza da humanidade puxando a gente para baixo, para a inércia plena!

Mas, no meu caso, o Yoga acabou vencendo (ainda bem)! Eu também 🙏🏻🙋🏽

Então, qual destas desculpas você está fazendo?

1 – “Eu não sou flexível”
Embora os livros mostrem praticantes avançados e pessoas sorridentes fazendo algumas posturas consideradas difíceis, isto não significa que Yoga é apenas um alongamento para pessoas muito flexíveis. Pelo contrário, muitos dos grandes Yogis de hoje eram pessoas assim, como você ainda é. Mas eles alongaram o músculo mais importante – o cérebro – e continuaram avançando.

IMG_4596

2. “Eu não sou zen”
Mas o quê?! E o que é que tem a religião do Budismo Zen com a pessoa que pratica Yoga? Isto é uma distorção de antigos movimentos cuja ênfase na “paz e amor” davam a entender que qualquer prática do tipo oriental deixavam a pessoa numa espécie de torpor ininterrupto, como se ele estivesse “viajando” o tempo inteiro. Nada disso! O Yoga simplesmente vai aumentar a sua bateria e você vai se sentir renovado, como muito mais energia para suas atividades diárias.

IMG_4599
3. “Não gosto de religião/misticismo/esoterismo”
Embora o Yoga esteja profundamente enraizado na tradição indiana (conhecida como Hinduísmo) não é necessário nenhum tipo de crença por parte do praticante. Muito pelo contrário, o efeito da prática apenas lhe permitirá ter uma concentração genuína e profunda. Para muitas pessoas, isso pode ser considerado um aspecto importante de sua vida religiosa/espiritual. Para muitos, é um poderoso instrumento que lhe permite ser um executivo ainda melhor, uma dona de casa mais dedicada ou um estudante destacado.

4. “Eu sou muito agitado e sem concentração”
Essa é campeã! Por que as pessoas insistem em pensar que no Yoga elas ficarão sentadas ou deitadas relaxando? Já tive alunos atletas, bailarinos, artistas marciais, etc., e todos eles, sem exceção, consideravam a prática do Yoga tão intensa quanto seus melhores treinos de academia.

5. “Yoga é coisa de mulher”
Isto é apenas uma distorção cultural. Na Índia, berço do Yoga, as mulheres começaram a praticar em grande escala somente nas últimas décadas (o autor Georg Feuerstein afirma que o Yoga tem mais de 8.000 anos de idade). No ocidente as mulheres se destacaram em invadir todos os estúdios e escolas de Yoga porque perceberam o incrível poder curativo e energético que a prática oferece. Os homens apenas continuaram preenchendo a estatística de maior mortalidade comparada com as mulheres.

E agora, sabe o que você precisa fazer?

Parar de enrolar e vir praticar Yôga ! Você apenas ficará triste por não ter começado antes.

autor: desconhecido

IMG_4598

“A evolução me faz querer ser ainda melhor, ainda mais forte e mais plena.” – Jéssica Oliveira

GRANOLA CASEIRA

postado em: RECEITAS | 0

Essa é uma receita que eu particularmente amo. GRANOLA CASEIRA.

Não achava graça em algumas granolas industrializadas que encontrava no mercado então, decidi adaptar e criar a minha versão que ficou muitoooo saborosa.

Aproveite para acompanhar a receita no meu canal do youtube GRANOLA CASEIRA

Anota aí:

Ingredientes:

Suco de maça:
02 maças verdes
200 ml de água

Bata no liquidificador as maças com a água e reserve.

Farinhas, todas sem glúten:
100gr de aveia
100gr de amaranto
50gr de flocos de arroz
50gr de flocos de milho
50gr de linhaça dourada

Oleaginosas:
macadâmia
nozes
semente de girassol
castanha do pará
amêndoas
a gosto, utilizei mais ou menos 50gr de cada

Em um pote misture todos os secos, acrescente o suco de maça e mexa bem.

Quase lá, acrescente:

02 colheres de óleo de coco
01 colher de chá de sal
01 colher de chá de canela

E continue mexendo.

Em uma forma grande, coloque o papel manteiga (para não grudar), despeje a mistura e espalhe bem. Leve ao forno pré aquecido 10 minutos á 150 graus. Deixe por mais ou menos 40 minutos. (bom olhar de vez em quando, alguns fornos são mais forte que outros).

Frutas secas:
cranberry
gojiberry
uva passa
damasco

De volta para o pote, misture as frutas secas e acrescente o mel (a gosto, eu utilizei uma colher de chá). Continue misturando e voilá, bom apetite!

Substituindo a Carne | JÉSSICA OLIVEIRA

postado em: LIFESTYLE | 0

Faz alguns meses que comecei a excluir a “carne” da minha alimentação e ultimamente com essa mudança cada vez mais certa comecei a pesquisar mais sobre os alimentos que contém proteína e assim substituir essa “falta” que pudesse vir a fazer, (da proteína no caso).

Falando nisso já postei sobre a spirulina AQUI e postei uma receita deliciosa de hambúrguer de lentilha AQUI, que vale a pena conferir.

Já conheci algumas pessoas vegetarianas e veganas doentes, com anemia, indisposição, fadiga entre outros e digo uma coisa, ser vegetariano ou vegan não é sinônimo de “deficiência” de nutrientes, vitaminas, proteínas ou o que quer que seja.
O que eu vejo é que muitas vezes as pessoas são desinformadas.

IMG_4483
Fonte: elle.com

 

Então este post é para que você conheça alguns alimentos ricos em proteína.

1. QUINOA – já falei sobre este alimento AQUI.

2. ERVILHA

3. BRÓCOLIS

4. LENTILHAS

5. CASTANHA DE CAJU

6. SEMENTES DE GIRASSOL

7. GRÃO DE BICO

8. FEIJÃO BRANCO

9. AMARANTO

10. AMÊNDOAS

E qual a importância das proteínas?

As proteínas são macromoléculas constituídas por pequenas moléculas de aminoácido. A construção e manutenção dos órgãos e tecidos do nosso corpo, formação de enzimas hormônios e anticorpos, é possível pelo fornecimento do “material” que a proteína oferece.

Sendo assim, a proteína é muito importante para o nosso organismo.

Bom, fica a dica e espero ter tirado algumas dúvidas 😉

Atenção: como qualquer outro alimento não deve ser consumida em excesso.

Consulte o seu médico e veja o consumo médio que você deverá consumir diariamente.

1 2 3 4 7